images (1)

Você já caiu nas redes?

Um dos propósitos das redes sociais é apontar oportunidades de conexão com o mundo, seja nos negócios ou nas relações pessoais. É a maneira prática de criar vínculos por afinidade, interesses comuns ou curiosidades. Elas têm o poder de encurtar as distâncias.

images (1)O ponto alto das redes sociais é o networking. O uso da tecnologia para cruzar dados e sugerir novas conexões, contribuindo com a geração de negócios, parcerias, oportunidade de emprego,  formação de grupos por afinidades, divulgação, enfim, inúmeras ofertas.

Se você já caiu nas redes, há de convir que a possibilidade de localizar pessoas que fizeram a diferença em sua vida e, por motivos inexplicáveis perderam a conexão, tornando-se off-line é um dos grandes benefícios. Poderíamos citar aqui inúmeros exemplos de pessoas que já se beneficiaram disso, reencontrando, entre tantos amigos, aquele amigo ou amiga especial, dos tempos de colégio por meio das redes. Mas, essa experiência você já deve ter vivido.

Além de tudo isso, as redes nos permitem estar presentes na vida de quem nos conecta. Podemos deixar mensagens, bater papo por voz ou por meio da escrita. Aliás, conhecer a personalidade das pessoas lendo em vez de ouvir é surpreendente, parece que as palavras fluem mais naturalmente dos dedos do que da boca. Preocupa-nos, todavia, a perda da habilidade com o idioma, o desrespeito ou a vulgarização da língua portuguesa. Abreviar sim, escrever errado é imperdoável. Entretanto, o frenesi virtual e a complexidade de nosso idioma, são conflitantes, é comum a dúvida gritar: tal palavra se escreve com “s” ou “c”; “ç” ou “sc”; “x” ou “ch”? convenhamos, não é fácil! Correção automática deveria ser obrigatória.

As redes exigem agilidade, por isso as frases devem ser curtas, palavras abreviadas. Requer muita atenção para acompanhar o ritmo.  Muitas vezes as pessoas teclam simultaneamente, o assunto poderá ficar perdido, sem resposta. Se compararmos, a conversa presencial não se diferencia tanto, quando duas ou mais pessoas se encontram, falam-se mais do que ouvem uns aos outros. Então, as queixas são rebatidas com outras. Já aconteceu de você buscar apoio de amigos para desabafar e acabou levando mais um problema consigo? Muda-se o endereço, a dinâmica continua igual.

Somos partidários das redes sociais, indicamos e recomendamos a quem ainda não experimentou. Ficar fora delas no futuro será como voltar no tempo, viver isolado em cavernas. Pois, atualmente, a comunicação por meio dos teclados, tende a superar a comunicação por voz, a entrega rápida, silenciosa e divertida. Preste atenção as pessoas teclando apaixonadamente em seus celulares e tablets, o olhar centrado nas teclas, dedos ágeis formando palavras e na boca o riso frouxo. Essa é a nova maneira de se comunicar, compartilhar experiências, registrar fatos, expor opinião. Simplificando, é a nova maneira de se interagir com o mundo.

Ressaltamos aqui os cuidados ao publicar fotos, a imagem exposta deve retratar sua identidade, merece cuidados! Outro ponto são os posts, comentários levianos ou mesmo desabafos podem gerar consequências constrangedoras. As redes sociais estão abertas a pesquisas, você se beneficiará ou se prejudicará de acordo com seus comportamentos. Use critérios favoráveis ao seu propósito.

E mais, desconfie das informações recebidas, vale questionar. Importante investigar a origem, a veracidade, antes de adota-las como verdades absolutas.

Riscos? claro, eles existem. O mais crítico é ter centenas de amigos virtuais e se tornar refém do computador, afastando-se do convívio familiar, das relações pessoais. A consequência disso poderá ser a introspecção, a perda do hábito de falar, desenvolver o método de se comunicar por computador, inclusive com pessoas que residem no mesmo ambiente. Duvida? Isso já é realidade, o bom senso pede passagem. Convém encontrar o ponto de equilíbrio.

Fique ligado, ou melhor logado! Se você faz parte daquelas pessoas resistentes ao Facebook, Linkedin, Twitter, Orkut, blaving entre outras, chegou a hora de repensar seus conceitos, esse mundo também é seu, entre! Seja bem-vindo.

“A oportunidade dança com aqueles que já se encontram no salão”

(H. Jackson Brown)

Noscilene Santos, Coach Internacional e palestrante

Mestra em Business Administration pela FCU-USA, Especialização em Gestão empresarial e bacharelados em Comunicação Social pela Faculdade Casper Líbero e Administração de empresas pelas Faculdades Oswaldo Cruz.

Certificação em Coaching Integrativo pelos institutos ICI e ECA, Generative Coaching com Robert Dilts e Coaching Sistêmico com Bernd Isert. Master practitioner e Trainer em Programação Neurolinguística.

Autora do Manual Prático de Coaching-ferramentas para potencializar competências de liderança e coautora do livro Ser Mais com PNL. Apresentadora do programa A Hora do Coaching – www.clictv.uol.com.br

Experiência profissional no mercado financeiro e em seguros.

noscilene.santos@peopletraining.com.br

Twitter: Noscilenesan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *